Exportadores de gado australianos miram mercados da China e da Arábia Saudita em 2017

Os exportadores de gado estão muito otimistas sobre 2017, de acordo com Simon Westaway, que disse que o “comércio bastante antecipado” de ração e gado para abate com a China poderá ocorrer no próximo ano, bem como a reabertura há tanto tempo esperada do mercado da Arábia Saudita para carne ovina.

Aumentar o comércio de gado com a China “adicionará um valor significativo à nossa indústria e fornecerá opções extras de mercado para os pecuaristas”.

A Indonésia é outro mercado atraente. Um relatório recente do Meat and Livestock Australia (MLA) mostrou que as exportações de gado para engorda e para abate para todos os mercados deverão fechar o ano abaixo de um milhão, com 917.000 cabeças exportadas até o final de novembro.

Em novembro, a Indonésia importou 67.000 cabeças de gado da Austrália, tornando-se o maior mercado para vacas de corte do ALEC. Para colocar em perspectiva, a Austrália exportou 88.346 cabeças de gado em novembro, de forma que a Indonésia ficou com 75% do comércio. Mais 20.000 cabeças deverão ser exportadas à Indonésia em dezembro, de acordo com o ALEC.

Fonte: GlobalMeatNews.com, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

Entre no Grupo!