Arroba do boi gordo segue em queda

De acordo com a consultoria Safras & Mercado, as cotações do boi gordo em 27 de agosto de 2021 seguiram em queda na maioria das regiões de produção e comercialização. Em São Paulo, capital, o preço saiu de R$ 313 para R$ 312/313 por arroba, a prazo, e em Goiânia (GO), passou de R$ 304 para R$ 303. Por fim, em Uberaba (MG), a arroba foi de R$ 313 para R$ 311.

Na B3, por outro lado, os contratos futuros do boi gordo bateram em um suporte importante na região de R$ 310 por arroba para as pontas mais curtas e ensaiaram uma recuperação. O ajuste do vencimento para agosto passou de R$ 311,55 para R$ 314,80, do outubro foi de R$ 310,75 para R$ 314,00 e do novembro foi de R$ 318,00 para R$ 321,50 por arroba.

Segundo o analista de Safras & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, os frigoríficos encontram as condições necessárias para exercer pressão sobre os preços.

“Basicamente as escalas de abate estão alongadas em boa parte do país,
atendendo em média entre cinco e sete dias úteis. Os frigoríficos de maior porte ainda dispõem da entrada de animais a termo além da utilização de confinamento próprio e desfrutam de uma posição ainda mais confortável. O pecuarista não tem boas condições para reter os animais neste momento, uma vez que se trata de animais confinados e o custo de manutenção é relativamente elevado”, disse Iglesias.

Abrir
Olá, precisa de alguma informação sobre a raça?