Vou ter bom resultado jogando sêmen Angus em vacas F1 Bonsmara?

O criador José Luiz Bernardes, de Maringá, no estado do Paraná, quer saber a opinião de um especialista sobre o uso de sêmen Angus em vacas F1 Bonsmara x Nelore.

Para oferecer uma perspectiva sobre sua escolha, o Giro do Boi Responde nesta quinta, dia 08, acionou Alexandre Zadra, zootecnista, autor do blog Crossbreeding e supervisor regional comercial da Genex para os estados do Acre, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Rondônia,

“Ao usar touros Bonsmara na vaca Nelore, você fará um animal que é um pouco mais adaptado que o meio-sangue – ele vai ficar com sangue em torno de 67 a 69% de adaptabilidade”, analisou o especialista.

“Sobre essa matriz F1, se você jogar Angus, você fará um animal que é como se fosse um Brangus, um Braford ou um Canchim, com esse tipo de metabolismo. Se você tiver um sistema de alimentação caprichado pós-desmama e você quiser fazer um cruzamento terminal, será ótimo, vá em frente. Você pode usar o Angus sobre essa matriz meio-sangue Bonsmara x Nelore. Você vai fazer um animal com um pouco de pelo, mas é um tricross de muita qualidade. Então precisa ter capricho”, salientou Zadra.

Entretanto, o zootecnista apontou para uma alternativa que pode oferecer mais aproveitamento do sistema de cruza desenhado pelo criador.

“Você pode fazer o inverso. O ideal seria você fazer o inverso – produzir a meio-sangue Angus x Zebu e aí você pegaria essa F1 e jogaria Bonsmara”, sugeriu.

“Eu também recomendo (o tricross Bonsmara em F1 Angus) como cruzamento terminal, apesar de ter touros Bonsmara hoje em dia que apresentam progênie com pouco pelo. Não seria pelo zero, mas quase zero, e aí você teria também um aproveitamento da fêmea tricross Bonsmara na meio-sangue Angus”, concluiu.