Governo aprova regulamento de controle de qualidade da vacina contra febre aftosa

SÃO PAULO (Reuters) – O governo aprovou um novo regulamento para produção, controle de qualidade e comercialização de vacinas contra a febre aftosa, de acordo com instrução normativa do Ministério da Agricultura publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira.

Segundo o texto, “os substratos e ingredientes utilizados na produção e controle da qualidade das vacinas… devem estar de acordo com os padrões de pureza e qualidade preestabelecidos em farmacopéia ou literatura técnico-científica reconhecida internacionalmente”.

No ano passado, um componente das vacinas, o adjuvante saponina, foi apontado pelo setor como o responsável pelo aparecimento de abscessos (“caroços”) na carne bovina, o que levou os Estados Unidos a suspenderem as importações do produto in natura do Brasil.

Desde então, o governo vinha trabalhando em um novo regulamento para as vacinas.

Conforme a instrução normativa, o volume das doses foi reduzido para 2 ml, de 5 ml anteriormente, e o produto deverá ser conservado sempre à temperatura entre 2ºC e 8ºC.

“Somente poderá ser comercializada a partida de vacina contra a febre aftosa previamente submetida e aprovada pelo fabricante aos processos de controle de esterilidade, de vírus residual ativo, tolerância, potência, pesquisa de anticorpos contra PNE (Proteínas não Estruturais) e estabilidade da emulsão”, destaca a instrução normativa.

Confira a íntegra do regulamento no site do Diário Oficial da União:http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=22/01/2018&jornal=515&pagina=4&totalArquivos=82

(Por José Roberto Gomes)

Deixe sua opinião!

Comentários

Por que Bonsmara?

"O aspecto mais importante da criação de gado de corte é sua adaptação a um ambiente específico."

- Prof. Jan Bonsma

Saiba mais sobre a raça Bonsmara e por que ela pode mudar a realidade de sua fazenda.

ddd
logo
Group-2-copy1
Menu Bonsmara