Iraque reabre mercado para carne bovina processada do Brasil

Iraque junta-se a África do Sul nas importações brasileiras anunciadas em 2015.

   O Ministério das Relações Exteriores informou nesta segunda que o Ministério da Saúde do Iraque suspendeu a proibição de importar carne bovina processada do Brasil. As exportações do produto brasileiro para o Iraque estavam suspensas desde abril de 2014, quando foi registrado, no estado de Mato Grosso, um caso atípico de encefalopatia espongiforme bovina, popularmente conhecida como mal da vaca louca.

   De acordo com o ministério, o governo brasileiro recebeu a decisão com “grande satisfação” e acredita que ela permitirá a normalização das exportações do produto nacional àquele mercado. “O Iraque deverá, assim, retomar seu lugar como importante destino das exportações de carne brasileiras“, informou, em nota, o Itamaraty.

A reabertura do mercado iraquiano, resultado de esforços conjuntos dos Ministérios das Relações Exteriores e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, atesta a qualidade do produto brasileiro e a eficácia dos controles sanitários nacionais, já reconhecidas por outros parceiros comerciais“, diz a nota.

Na semana passada, o Itamaraty comunicou a reabertura do mercado da África do Sul às exportações de carne bovina desossada brasileira, que também estavam suspensas. Três meses antes, a África do Sul já havia reaberto seu mercado para as exportações de carne suína brasileira para processamento.

 

Fonte

Por que Bonsmara?

"O aspecto mais importante da criação de gado de corte é sua adaptação a um ambiente específico."

- Prof. Jan Bonsma

Saiba mais sobre a raça Bonsmara e por que ela pode mudar a realidade de sua fazenda.

ddd
logo
Group-2-copy1

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *