Por que Bonsmara?

Bonsmara é a única raça de carne bovina do mundo criada por meio de um programa de cruzamentos bem documentado com a ajuda de dados de desempenho objetivamente gravados. Estamos constantemente em busca de melhorar os nossos serviços por meio do avanço nas áreas de pesquisa, treinamento e tecnologia.

“O aspecto mais importante da criação de gado de corte é a sua adaptação a um ambiente específico.”

– Prof. Jan Bonsma

“Assista o vídeo sobre o criatório Jat Bonsmaras e a Fazenda Santa Joana, e saiba porque a raça Bonsmara mudou a realidade da fazenda.”

Características

100% Bonsmara, 100% Macia!

O fato do gado Bonsmara ser um animal originário de raças não Zebuínas, Africâner (Bos taurus africanus, Sanga), Shorthorn e Hereford (Bos taurus taurus), produz no cruzamento com raças zebuínas, 100% de heterose. Isso significa aproximadamente 20 a 25% de ganho nas características economicamente importantes, como: ganho de peso, precocidade sexual e de acabamento.

No meio pecuário, “adaptado” é um animal 100% taurino, que realmente consegue trabalhar e ter boa performance sob o clima tropical. Um touro adaptado consegue cobrir a campo uma quantidade expressiva de vacas, durante vários anos. Adaptação é a primeira característica avaliada pelos técnicos, que depois, seguem para as outras. Se o animal demonstrar qualquer indício de má adaptação ao meio ambiente tropical é descartado.

– Características importantes na seleção da raça (após adaptação):

Fertilidade: é a principal e mais importante característica de um rebanho.
Precocidade: tanto as fêmeas como os machos são selecionados para atingir a puberdade o mais cedo possível.
Intervalo entre partos: característica de grande importância dentro do sistema de avaliação da raça.
Libido: característica extremamente importante e necessária aos machos.
Qualidade espermática: esta é uma qualidade importante que deve ser mantida durante vários anos, mostrando que não há degeneração testicular devido ao calor dos trópicos.

PRODUÇÃO:

Ganho de peso: o animal deve ter genética de ganhar peso rapidamente.Porém, sem aumentar muito altura e tamanho. A raça deve manter porte médio.

Acabamento: o animal deve estar “acabado”, com cobertura de gordura entre 3 e 6 mm a partir de 16 ,17 @. Uma característica particular da raça é a deposição precoce de gordura por toda a carcaça.

Peso ao nascer: o animal deve nascer pequeno, facilmente e sem ajuda do criador.

Relação bezerro/vaca: a vaca deve ter porte médio e desmamar o bezerro com 50% do peso dela. Essa qualidade é muito selecionada nos rebanhos da África do Sul.

Conversão alimentar: é a busca de animais que ingerindo a mesma quantidade de alimentos ganham mais peso.

Temperamento: esta é talvez a mais importante das características que geram resultados econômicos. Pesquisas demonstram que animais mais calmos ganham mais peso e têm melhor conversão alimentar. Além de serem mais seguros no manejo, sofrerem menos acidentes e produzirem carne de melhor qualidade. Devido a tudo isso, é dada muita importância nessa avaliação, e qualquer animal macho ou fêmea que demonstre agressividade é descartado. Esse rigor nas avaliações resultou numa da raças mais dóceis conhecidas.

Sistema Bonsmara

Esse sistema foi criado para garantir um continuado melhoramento genético e garantir que somente animais com características e desempenho adequados sejam aprovados como reprodutores. São descartados todos animais que estão abaixo dos parâmetros estipulados pelo Prof. Bonsma. Isto é, o criador da raça mantém compromisso de medir todas as características correlacionadas, direta ou indiretamente, com a produtividade e funcionalidade dos animais. Além das medidas objetivas, é muito importante a avaliação visual, pois vários aspectos como testículos, pelagem, couro, mucosa, aprumos, etc. também fazem parte dessa eficiência funcional.

Para um animal ser registrado, ele tem que passar pelo seguinte processo:

1. Pesagens: ao nascer, 100 dias, 205 dias, 365 dias e 540 dias.
2. Medições:
a. Altura: 365 dias
b. Circunferência Escrotal: 365 e 540 dias
3. Avaliação visual: entre 15 e 18 meses os animais são avaliados por técnicos da ABCB, quanto às características relacionadas com a fertilidade, musculatura, altura (frame), adaptação e, por fim, a eficiência funcional. A medição do desempenho é compulsória, portanto qualquer animal que tiver uma performance 10% abaixo da média é sumariamente descartado. Nos primeiros 5 anos do Bonsmara no Brasil, um técnico sul-africano vinha anualmente à convite da ABCB para participar da inspeção de registro definitivo e treinar nossos técnicos que, hoje, já estão perfeitamente capacitados para fazer essas inspeções.

 

A análise genética dos animais brasileiros é feita na África do Sul, com todos os animais lá produzidos, garantindo assim uma alta acurácia. É talvez a única raça no mundo que se faz avaliação de conversão alimentar.
Existem diversos locais na África do Sul onde esses testes são realizados e assim são geradas depois para essa característica.

A participação da raça em feiras e leilões é permitida e incentivada com o objetivo de divulgá-la e promovê-la.

O julgamento de animais em pista não é permitido, uma vez que são comparados animais criados artificialmente em cocheiras, sem qualquer parâmetro para avaliações necessárias, além de gerar animosidade e competição entre os criadores. Um dos conceitos importantes do Professor Bonsma era que os criadores de Bonsmara tinham que focar a evolução da raça como um todo.
A ABCB tem um programa que avalia e indica touros para centrais de inseminação com uma classificação de três a cinco estrelas, e estes últimos já terão acurácia suficiente nas DEPs, com diversas progênies avaliadas

Qualidade da carne Bonsmara

O Brasil já se consolidou como o maior exportador de carne do mundo. Porém, ainda não temos acesso aos mercados “nobres”, aqueles que remuneram duas, até três vezes mais que o mercado normal. O primeiro motivo para essa restrição é sanitário, e o País está resolvendo esse problema. Já o segundo motivo está relacionado com a qualidade intrínseca da carne que produzimos. Geneticamente falando, a carne que produzimos é menos macia, devido ao elevado grau de sangue Zebu que nossos animais têm.

Diversos estudos realizados no MARC, Clay Center, EUA, têm mostrado que a idade do animal ao abate (até 36 meses) não apresenta efeito significativo na maciez da carne. Mas conforme aumenta o grau de sangue Zebu nos animais aumenta a força de cisalhamento e diminui as notas nas provas sensoriais. Esses estudos indicam a necessidade de no mínimo 75% de sangue taurino para alcançara qualidade desejada.

Origem da raça Bonsmara

Bonsmara foi originado por estações de pesquisa Mara e Messina entre 1937 e 1963, sob o olhar atento do professor Jan Bonsma. O nome é derivado do apelido do Prof. Bonsma e o nome da fazenda, Mara, onde a primeira cruza de reprodução de bezerro nasce. Prof. Bonsma e seu amigo kruisteelproewe constantemente evoluindo a raça e juntamente abrindo em cerca de 20 pontos comerciais em diferentes partes da África do Sul, para, finalmente, o melhor julgamento cruzamento realização de 5/8 e 3/8 Africano Exotic Hereford / Shorthorn, de encontrar.

Logo após a corrida generalizada na África do Sul e mais tarde em todo o mundo. Isto levou à formação da Sociedade em 1964. Outros países africanos logo adotou o Bonsmara, Namíbia, Uganda e Zâmbia, e as indústrias de carne bovina da Argentina, Austrália, Brasil, Paraguai, Colômbia, EUA e Uruguai.

Rigorosa seleção para características de importância econômica, como a fertilidade, produção de leite, a capacidade de crescimento e flexibilidade, a forte raça Bonsmara produzido. Este rigorosos procedimentos de selecção contribuíram largamente para o fato de que o orgulho Bonsmara poderia ter sucesso em pouco menos de 25 anos, a raça mais forte e administrado profissionalmente na África do Sul poderia crescer. Bonsmara é a corrida mais importante na África do Sul, com mais de 130 000 vacas inscritas.

Livro: Produção Pecuária, uma abordagem global

Tafelberg Publishers Ltd, 1980, p.90-110.

Missão Bonsmara

Além do fornecimento de carne de alta qualidade e a colaboração para evolução genética, a junção, comunicação e interação com nossos  criadores é essencial para atingirmos nossos objetivos.

  1. Integridade e credibilidade para atuar em todo Brasil;
  2. Cooperação científica, biológica e econômica de eficiência;
  3. Promover práticas e eficientes métodos de produção;
  4. Fornecimento de material de alta qualidade, relacionados com o mercado de reprodução para a indústria;
  5. Fornecimento de carne de alta qualidade para todos os consumidores.

Social e Comunicação

Acreditamos que a comunicação é de extrema importância para o propagar das informações sobre a raça Bonsmara, e estamos inteiramente investindo nestas, através das redes sociais, e-mail, site, fórum, telefone. Você interessado na raça Bonsmara, pode ter a certeza de um bom atendimento.

Algumas perguntas comuns sobre o Bonsmara

O que devo fazer com a fêmea F1?

Ela é uma mãe extraordinária e deve continuar no seu rebanho de cria.

Os bezerros têm muito pêlo?

Não, normalmente os bezerros têm pêlo curto. Às vezes pode acontecer de um ou outro animal ter um pouco mais de pêlo, mas após o primeiro inverno já estará normalizado.

Com que idade e peso os animais são abatidos?

Os animais são abatidos com a idade de 20 meses (confinamento) até 30 meses (a pasto). O peso varia de 17 a 19 @ e cobertura de gordura de 3 a 7 mm.

Posso fazer tri-cross, isto é, colocar Bonsmara numa fêmea F1 de outra raça?

Sim, na realidade esse animal F2 é extraordinário. Normalmente desmama muito pesado. Ele é muito produtivo e possui uma carne de altíssima qualidade.

O touro cobre a campo ou tenho que utilizar inseminação?

Sim, o touro cobre muito bem a campo, e por muitos anos, em condições de calor e umidade. Esses touros precisam de um mínimo de manejo sanitário. Por exemplo, o combate ao carrapato e à mosca-do-chifre. Temos touros trabalhando desde Sudeste, Centro-Oeste, até no Charco Paraguaiano e Boliviano. A inseminação pode ser usada para expandir o rebanho rapidamente e difundir alguma genética em particular.

Preciso de algum manejo diferenciado na minha fazenda para trabalhar com esses animais?

Na produção de F1 (cruzamento com vacas Zebu) não é necessário nenhum manejo diferenciado, uma vez que esses animais são resistentes a carrapatos. Indo para o F2, é necessário o manejo como em qualquer outro tipo de cruzamento.

Como é a qualidade da carne dos cruzamentos com Bonsmara?

O F2 possui uma carne extraordinariamente boa, macia, saborosa e suculenta. Atualmente é pago um prêmio a esses animais desde que incluídos no programa Bonsmara Beef.

Consumo de carne Bonsmara no Brasil!

2015
2010
2005
2000
1995

Alta Adaptabilidade
O Bonsmara é perfeitamente adaptado ao clima tropical, resultado de pesquisa nos últimos 50 anos, e que se fixou como raça pura com os seguintes graus de sangue: 5/8 Afrikanner (animal nativo da África do Sul), 3/16 Shorthorn e 3/16 Hereford.
No estado do Tocantins, a raça Bonsmara é criada junto com o Nelore e Brahman.

Carne Nobre
A raça Bonsmara produz uma das carnes mais saborosas e macias do mundo, característica altamente desejável no cruzamento industrial com o nelore, tendo em vista o mercado de exportação.

Cobertura a Campo
A cruza do Bonsmara com a vacada nelore dispensa inseminação artificial, pois a cobertura se faz ao natural, a campo.
Os touros Bonsmara não procuram sombra, não se mostram ofegantes e cobrem vacas, mesmo ao sol do meio dia, no estado do Tocantins.

Bonsmara, a raça do futuro!

Raça do Futuro

Em pasto seco, de brachiarão, os animais mostram a capacidade de produzir bezerros em condições adversas, apresentando um escore corporal semelhante a animais em confinamento, entretanto, estão à pasto, recebendo uma suplementação. A raça criada a pasto comprova seu grande potencial.

Fotos do Gado

Um pouco mais

Heterose Plena
O Bonsmara produz excelentes resultados no cruzamento industrial com nelore, devido à máxima heterose produzida, uma vez que a raça tem zero de zebu na sua formação. Os bezerros desse cruzamento têm pêlo curto e são muito padronizados.

As fêmeas B-1 Bonsmara (cruza de touro Bonsmara com vacas aneloradas) são ótimas mães, de excepcional habilidade materna, tamanho moderado e boas produtoras de leite.
Na foto: Vaca B-1 que pariu, amamentou e desmamou três bezerros, à pasto.

Por não ter nada de zebu em nenhuma etapa de sua formação, a raça Bonsmara possui todas as condições de gerar heterose plena, um resultado altamente desejável, produtivo e ideal de cruzamento, com qualidade superior à dos pais.

Bonsmara no Brasil
As primeiras importações de embrião da raça Bonsmara aconteceram em 1998. Atualmente existe um rebanho comercial no Brasil de 500.000 cabeças e criadores de Bonsmara em vários estados brasileiros.
O critério de avaliação da raça Bonsmara, no Brasil, para a criação de animais puros, obedece o mesmo padrão mundial de seleção, utilizado por todos os países criadores. Todos os resultados são integrados num mesmo banco de dados.
Para maiores informações acesse: www.abcb.com.br ou www.youtube.com com o título Bonsmara.

Produtividade no Cruzamento Industrial
O meio-sangue Bonsmara/Nelore é abatido aos 27meses com 17 arrobas, exclusivamente a pasto. Confinado, o mesmo animal chega a esse peso aos 21 meses. Pode ser feito o super precoce, com confinamento logo após a desmama aos oito meses. As fêmeas entram no cio cerca de um ano antes da matriz zebuína.
A raça Bonsmara é reconhecida como a raça bovina de maior conversão alimentar do mundo (transformação de capim em carne e leite).

Depoimentos

MARCONI ANDRADE CHERULLI

Como pecuarista, anos e anos engordando boiadas em MG e Tocantins, me deparei com a seguinte situação: as terras da região de Uberlândia estavam muito caras, basicamente utilizadas em lavouras e com ganhos superiores ao modelo que eu estava praticando. Mas eu não queria mudar a minha aptidão. A solução seria melhorar os animais e o manejo. . E me veio a idéia: Por que não criar uma raça pura e vender tourinhos ?Um desafio. Uma etapa de estudos e viagens, na busca do animal que me traria resultados em clima quente e inóspito como o do norte do país, para onde segue o rumo da pecuária brasileira.

Quando conheci o cruzamento industrial meio-sangue Bonsmara x Nelore, me surpreendi. Fiz várias pesquisas sobre o Bonsmara e comparei-o com outras raças como Brahman, Senepol, Santa Gertrudes, Nelore, Angus e outras.

Creio hoje, firmemente, que Bonsmara é a raça : este animal tem precocidade, ganho de peso, rusticidade, fertilidade, ótimo rendimento de carcaça e carne de excelente qualidade.
Constato que Bonsmara imprime uma heterose superior em cruzamento com o nelore, fazendo jus à expresão “ uma verdadeira máquina de heterose” .
Achei o que buscava: o Bonsmara Barra Grande torna-se uma realidade.

–   barragrande@uol.com.br

ANDRE RODINI- NÚCLEO UNIÃO BONSMARA

PORQUE BONSMARA?
“Foi desenvolvido cientificamente para produzir mais e melhor em menos tempo, é a melhor raça taurina de trópico, tem a maior variabilidade e combinações de famílias, aguenta o tranco no sol, na chuva, na seca e nas águas. As fêmeas são de fertilidade ímpar e os machos excepcionais máquinas de cobrir a campo. Os bezerros desmamam com aproximadamente 50% o peso da mãe, sadios e pesados.”

 

PORQUE VOCÊ NO BONSMARA?
“Porque você é pecuarista e precisa de soluções. Fará um  ¾ taurino na ½ sangue europeia fará um ótima ½, sangue na fêmea Zebu, fará um ótimo ½ sangue com abate com abate precoce e mais carne. Fará uma melhor carne em menos tempo, poderá vender as fêmeas ½  sangue com excelentes receptoras de embriões e poderá ficar com as  ½ sangue Bonsmara e inseminá-las de novo com Bonsmara”

  andrerodini@uol.com.br

Rubens Forbes Alves de Lima

 


100% Bonsmara, 100% Macia!

Seja um associado da ABCB

Associação Brasileira dos Criadores de Bonsmara

Siga os passos abaixo para se tornar um sócio da Associação Brasileira dos Criadores de Bonsmara

  1. Baixe a ficha de inscrição;
  2. Entre em contato por e-mail ou telefone (bonsmara@bonsmara.org.br / 18 3223-5719);
  3. Envie o  a ficha de inscrição e cópia de documentos para (Av. Cel. José Soares Marcondes 871 / 5º Andar Cj 52 / CEP 19010-080 – Bairro);
  4. Aguarde o processo de aprovação e envio do certificado.

 

Av. Cel. José Soares Marcondes 871 / 5º Andar Cj 52 / CEP 19010-080 – Bairro Bosque

Presidente Prudente SP
Tel.: +55 18 3223-5719
Fax.: +55 18 3903-9222

Por que Bonsmara?

"O aspecto mais importante da criação de gado de corte é sua adaptação a um ambiente específico."

- Prof. Jan Bonsma

Saiba mais sobre a raça Bonsmara e por que ela pode mudar a realidade de sua fazenda.

Menu Bonsmara